quarta-feira, 3 de junho de 2009

Comprar Vinhos

Sempre considerei a compra de vinhos uma arte. Você vai até as importadoras ou às vezes no supermercado (caso raro) e fica nas prateleiras por um tempão, às vezes horas, olhando, lendo os rótulos, pesquisando preços, enfim degustando. De uns tempos pra cá tenho mudado meus hábitos de compra, estou recorrendo a amigos e parentes que viajam ao exterior para trazerem algumas garrafas de fora, mas não do Duty Free do Brasil onde os preços também andam proibitivos, mas sim do Duty Free de outros países tais como : Argentina, Chile e Espanha. A pessoa vai embarcar de volta ao Brasil e antes passa no Duty Free e traz algumas garrafas na bagagem de mão. Com isso perco um pouco daquele prazer de degustar as garrafas ainda na prateleira e imaginar em que ocasião ou com qual prato ela ira ser desarrolhada, além do mais ainda conto com a surpresa do que vai chegar do exterior pois as pessoas que trazem os vinhos não são enófilos e às vezes nem conhecem nada sobre vinhos. Limito em dólares o preço para cada garrafa e é só aguardar as surpresas, que têem sido ótimas por sinal. Gostaria de voltar a ter aquele velho prazer de ir as importadoras e ficar lá sem pressa de ir embora, e há o fato de querer prestigiar também o comércio nacional, porém há algumas forças que me proíbem( leia-se altas taxas sobre o vinho e ganância das importadoras) e por isso vou mantendo essa prática até que alguém resolva mudar a postura de venda de vinhos no nosso país.

Um comentário:

Denys Roman disse...

Recentemente o governo de Santa Catarina promoveu uma redução de ICMS, agora é de se esperar que o Governo Gaúcho tome caminho semelhante.

Abraço,

Denys Roman
www.caveantiga.com.br
www.twitter.com/caveantiga